O Saber dos Sabores
Vevé Bragança
Curso de vinhos | Ver todos

Vinhos espumantes – Parte 3

Denominação dos vinhos espumantes quanto a sua origem

Além do Champagne, outras denominações são atribuídas aos vinhos espumantes de acordo com a região em que são produzidos.

 

mapas

ASTI

Vinho espumante italiano DOCG, doce, elaborado com a cepa Moscatel, produzido na região de Asti no Piemonte, pelo método de vinificação Asti, onde o vinho torna-se espumante em uma única fermentação.

 

 

 

 

MAR_p100-103 travel cava.inddCAVA

Vinho espumante de excelente qualidade produzido na Espanha na região de Penedes, tradicionalmente com as cepas Macabeo, Parellada e Xarello, pelos métodos Champanoise e Charmat.

As Cavas de melhor qualidade são elaboradas através do método Champanoise, já as de qualidade inferior, são fabricadas por meio do método Charmat..

 

 

ProseccoPROSECCO

Vinho espumante italiano DOCG, geralmente brut, elaborado com a cepa Glera, produzido na região do Vêneto, pelo método de vinificação Asti, onde o vinho torna-se espumante em uma única fermentação.

 

 

alemaoSEKT

Vinho espumante produzido na Alemanha, através do método Charmat. É geralmente demi-sec, sem possuir grandes qualidades. Sua marca característica é flor-de-lis na rolha.

 

 

 

 

Os vinhos espumantes brasileiros, por sua vez, têm demonstrado bastante prestígio no mercado mundial de vinhos, agradando até os paladares mais exigentes. Tendo notoriedade os espumantes doces fabricados, pelo método Charmat, na região do Vale do São Francisco no Nordeste do Brasil e os espumantes brut, elaborados através do método Champanoise, no Estado do Rio Grande do Sul.

vinhobrasil

A principal virtude dos espumantes nacionais está no custo benefício, por preços módicos o consumidor pode apreciar um produto de excelente qualidade.